www.cnm.org.br |

(61) 2101-6000

quinta, 11 de outubro de 2018

Gestores latino-americanos e europeus buscam financiamento e soluções em comum para ODS

Ag CNMPara o prefeito de Manaquiri (AM), Jair Souto, o ensinamento que se leva da Semana Europeia de Regiões e Cidades se resume a um ditado: “o que os olhos não vêm, o coração não sente”. Ao participar do evento, que ocorreu em Bruxelas, na Bélgica, ele conheceu, de perto, experiências exitosas e dificuldades enfrentadas por gestores do Brasil e da Europa na implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O representante da Confederação Nacional de Municípios (CNM) volta ao país depois de três dias de troca teórica e prática com a certeza de que é preciso abrir os olhos para os problemas e as soluções que a gestão local de diferentes regiões tem em comum. Na última atividade da Semana, ele participou de reunião com a equipe do ART Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), entidade com a qual a CNM possui parceria para o projeto Localizando os ODS no Brasil.

Aos presentes, Jair Souto revelou como Manaquiri adotou os 17 Objetivos e suas metas no planejamento municipal e nas ações de diferentes áreas. Ele também foi moderador da mesa em que os gestores da América Latina e da União Europeia compartilharam experiências. O grupo detalhou ainda o plano de trabalho e discutiu financiamento para o Projeto de Cooperação Urbana Internacional.

Ag CNMAlternativas
“Apresentamos as iniciativas do programa de Cooperação, de mobilidade a questões ambientais. Também falamos de educação, saúde, segurança e desenvolvimento econômico. Enfim, todos os 17 ODS. Resolver o problema de financiamento, dos recursos para ter condições de implementar os projetos, é uma dificuldade não só para os Municípios brasileiros, como os da Europa”, compara. Segundo o prefeito de Manaquiri, o Brasil precisa simplificar e desburocratizar o acesso aos Fundos e ter uma política mais voltada para a realidade local. “São as grandes cidades e os governos estaduais que buscam e obtém êxito na solução dos seus problemas”, reflete.

Sobre a necessidade de testemunhar outras realidades, estudar, aprender e trocar boas práticas, Souto acredita que muitas vezes a solução é mais simples que parece. “Sobretudo o Brasil, que é um país de dimensão continental e regiões adversas e complexas. É extremamente importante para prefeitos de pequenas e grandes cidades buscarem conhecimento e informação para buscar problemas comuns e soluções comuns. Sair e ver como funciona fora do seu Município”, incentiva.

Por: Amanda Maia
Foto: Isabella Santos
Da Agência CNM de Notícias